A cada dia vemos mais marcas interessadas no universo feminino e em estratégias CX para este público.  Não à toa, parte do mercado das startups hoje já é formado pelas chamadas “femtechs”.

O termo “femtech”, criado em 2016 pela dinamarquesa Ida Tin, CEO da Clue, e emprega-se a empresas com soluções tecnológicas e inovadoras, voltadas à saúde e bem-estar feminina, e que sejam fundadas por mulheres, e ou financiadas por elas.

Este modelo de negócio votado para garantir uma jornada em Customer Experience (CX) mais personalizada para o público feminino, têm chamado atenção pelo seu crescimento, com expectativa de movimentação mundial de US$ 50 bilhões, até 2025, segundo estudo da consultoria Frost & Sullivan.

Assine nossa newsletter e receba nossos conteúdos sobre o Mundo do CX

Cenário desafiador no Brasil

Apesar dos números animadores, outros dados demonstram um cenário desafiador. No Brasil, startups fundadas exclusivamente por mulheres somam apenas 4,7% no mercado e encontram dificuldade na captação de investidores, representando apenas 3% dos investimentos em digital health.

Diante disso, foi criado o movimento Femtechs Brasil, coletivo formado por mulheres empreendedoras do setor da saúde e bem-estar feminino, que tem a proposta de criar produtos e serviços inclusivos, diversos e relevantes que atendem metade da população brasileira: as mulheres.

Abaixo você conhece 5 empresas que nasceram com esse estratégia e modelo para proporcionar uma melhor experiência de consumo para mulheres.

Gestar

A Gestar  é uma plataforma que conecta gestantes, mães e pais a profissionais que atuam de forma respeitosa na saúde e bem-estar materno infantil.

Tem como propósito promover uma transformação social no cenário obstétrico brasileiro, a partir da tecnologia, entregando acolhimento, suporte e conexão, por meio de conteúdos especializados, profissionais qualificados e escuta ativa.

Atualmente, são mais de 220 profissionais cadastradas, em mais de 20 especialidades, dentro e fora do Brasil. A plataforma integra o Black Founders Fund, iniciativa do Google for Startups, que investe em startups fundadas e lideradas por pessoas negras no Brasil.

Yuper

A Yuper  nasceu para transformar a relação da mulher com a menstruação e promover uma reeducação da sociedade acerca do tema, oferecendo produtos para a transformação de consumo no âmbito da menstruação, com uma proposta mais saudável, econômica e sustentável. Além de disponibilizar conteúdos especializados e experiências positivas, a plataforma incentiva as mulheres a terem uma consciência maior sobre o seu corpo, falando abertamente sobre período menstrual, na busca de quebrar preconceitos e percepções equivocadas sobre o período menstrual.

Transforme aprendizado em resultados com os cursos do Mundo do CX

Lilit

Com a proposta de proporcionar intimidade livre e prazerosa às mulheres, empoderando-as, a Lilit é uma das primeiras marcas nacionais de vibradores criadas por mulheres. Seus produtos possuem design que priorizam o prazer e a jornada do autoconhecimento, dando autonomia para a descoberta da intimidade feminina.

Fertilid

É o primeiro autoexame focado na fertilidade, incentivando o autoconhecimento sobre um tema que vai além de querer ser mãe agora, ou não. A Fertilid revela a importância do conhecimento sobre a própria reserva ovariana, como sendo equivalente a saber qual o seu tipo sanguíneo, algo que deve fazer parte da formação básica de quem ovula e de quem deseja conhecer seu próprio corpo.

Feel

A Feel desenvolve produtos íntimos, naturais e veganos, produzidos com matérias-primas dermatologicamente e ginecologicamente testadas. Criada por uma comunidade de mulheres que visam ampliar as discussões sobre a saúde feminina, a marca inovou com a proposta de desenvolver seus produtos a partir de entrevistas com as potenciais consumidoras, entendendo as suas necessidades e com olhar para a saúde integrada da mulher, trazendo soluções para que elas se sintam livres, confortáveis e seguras.

Assine nossa newsletter e receba nossos conteúdos sobre o Mundo do CX


+Notícias

Além da tecnologia: o desafio de valor em CX 

Entenda como a Rappi captou o valor do CX na relação com os Zoomers